A Ilha dos Dissidentes de Bárbara Morais

sexta-feira, outubro 28, 2016

Título: A Ilha dos Dissidentes (skoob)
Série: Trilogia Anômalos #1
Autora: Bárbara Morais
Editora: Gutenberg
Páginas: 304
Ano: 2013

Ser levada para uma cidade especial não estava nos planos de Sybil. Tudo o que ela mais queria era sair de Kali, zona paupérrima da guerra entre a União e o Império do Sol, e não precisar entrar para o exército. Mas ela nunca imaginou que pudesse ser um dos anômalos, um grupo especial de pessoas com mutações genéticas que os fazia ter habilidades sobre-humanas inacreditáveis. Como única sobrevivente de um naufrágio, ela agora irá se juntar a uma família adotiva na maior cidade de mutantes do continente e precisará se adaptar a uma nova realidade. E logo aprenderá que ser diferente pode ser ainda mais difícil que viver em um mundo em guerra.

Oitenta anos atrás as regiões da União foram atacadas com armas químicas pelos habitantes do Império do Sol, os dissidentes, e armas nucleares foram utilizadas como resposta. Acredita-se que a mistura de armas químicas e nucleares com uma tempestade solar muito forte causou modificações nos códigos genéticos dos humanos, resultando em anomalias. Agora, a população mundial foi praticamente dizimada, restando alguns sobreviventes e os anômalos ou aberrações, como são conhecidas as pessoas que, devido às mutações no seu DNA, possuem poderes.

Sybil Varuna mora em Kali, uma província na qual ainda ocorre a guerra entre a União e o Império. Sybil quer escapar desse lugar, para não acabar no exército quando surge a oportunidade de ir para o continente Pacífico viver como refugiada. Sybil também não faz ideia que possui uma mutação, mutação essa que lhe permitiu ser a única sobrevivente no naufrágio de um navio.

Órfã, ela acaba sendo adotada por um casal que vive em Pandora, maior cidade especial do continente Pacífico, na qual só vivem anômalos, e tem a chance de viver uma vida melhor. Ela faz novos amigos, conhece coisas novas e diferentes, tem um lar e uma família. Como nem tudo são flores, Sybil e alguns amigos são selecionados para cumprirem uma missão muito perigosa.

Além do cenário distópico e com humanos superpoderosos, o livro também traz uma discussão sobre o preconceito que os anômalos sofrem, uma crítica que nos lembra bastante o Apartheid, já que os anômalos não podem entrar em alguns lugares, vestem roupas com cores características para que sejam facilmente identificados. Tudo isso com uma narrativa fluída e sucinta.
“É fácil esquecer que somos todos diferentes dos outros. É fácil, depois de tanto tempo vivendo entre iguais, não lembrar de como as pessoas com poderes são tratadas. (...). É como se fôssemos portadores de alguma doença contagiosa, transmitida pelo ar ou pelo toque.” Pág. 146-147
A Ilha dos Dissidentes é uma distopia nacional que não deixa nada a desejar. O mundo criado por Bárbara é bastante interessante e ainda há muita coisa para a autora desenvolver e aprofundar nos próximos volumes da série.

Trilogia Anômalos
1. A Ilha dos Dissidentes
2. A Ameaça Invisível
3. A Retomada da União

Veja Também

1 comentários

  1. Oiiii

    Já ouvi falar muito bem dessa trilogia, e a premissa é bem interessante. Levo anotada para minhas futuras leituras.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então comenta e segue o blog!
Em breve irei te responder!
Obrigada!

Visualizações