Resenha: Equinócio - a Primavera, Lu Piras

quarta-feira, setembro 04, 2013

Editora: Dracaena
Lançamento: 2012
Páginas: 440
Onde comprar: Cultura | Saraiva | Amazon
A cidade do Rio de Janeiro é o pano de fundo onde a estudante de medicina Clara vive sua rotina diária com a família e amigos. O que ela não imaginava é que tudo o que acreditava estivesse prestes a mudar, com a visita inusitada de um anjo. As forças do mal ameaçam escravizar a raça humana e, para impedir, o anjo da guarda Nath-Aniel (Nate) vem à Terra, disfarçado de humano, para alertar sua protegida Clara de que sua vida está em risco. Proibido de agir em nome dos humanos e alterar seus destinos, o anjo acaba por se envolver demasiado quando revela a Clara que o pai dela, um renomado cientista, é o responsável pela descoberta que despertou as forças do mal: a fórmula da perpetuação da vida humana (criônica). Toda a missão da legião de anjos celestiais é colocada em risco quando Nate e Clara se apaixonam.

Não sei se vocês lembram, mas já falei desse livro aqui. Na época, a Lu Piras estava atrás de uma editora para publicar o seu livro. Agora, o livro foi publicado, a capa foi mudada – está muito mais bonita, inclusive – e fui surpreendida pela história. A oportunidade de lê-lo veio a partir do booktour realizado pelo blog Noites Malditas e quando terminei a leitura só fiquei desejando ter o livro na minha estante para desfrutá-lo mais uma vez.
Clara Chevalier, estudante de medicina da UFRJ, filha de um renomado cientista, leva uma vida aparentemente normal. Tem seu grupo de amigos e uma família unida, apesar de ter perdido a mãe ainda muito jovem. Sonhos esquisitos que parecem reais e o sequestro do seu pai irão abalar a vida da jovem e apresentá-la a um mundo que, até então, para ela não existia.
Seu pai possui um segredo. Segredo esse que atraiu a atenção de seres sobrenaturais e que pode mudar as leis naturais da vida. Dr. Maurício não suportou perder a esposa e assim desenvolveu uma pesquisa a partir da criônica, que consiste em preservar o corpo em baixas temperaturas para, no futuro, com avanços na medicina e descoberta de novos tratamentos e medicamentos, reanimar esse corpo.
É difícil definir a saudade. Quando se ama algo ou alguém e se perde, vem esse sentimento de sentir a falta e é isso que os humanos chamam saudade (...) saudade é o que faz as coisas pararem no tempo. Pode ser essa lembrança de que você fala, que se tornou permanente no tempo.” Pág. 190
Nath-Aniel, ou Nate, é o anjo da guarda de Clara. Desde o início é possível perceber a forte ligação emocional entre eles e a cada avançar de páginas essa ligação se torna mais forte e o amor entre eles é perceptível, apesar de demorarem a admitir. Entretanto, diversos fatores impedirão que esse amor se concretize. Principalmente por Nate ser um anjo e, por isso, não pode se relacionar com humanos. Além disso, ele não possui um corpo físico, o que Clara vê é energia refletindo uma imagem.
A narrativa é delicada e poética, dando a entender que o sobrenatural é uma linha tão tênue que possa ser real, que anjos de fato existem. Às vezes me pegava pensando se existe um anjo tomando conta de mim e quão legal isso seria! E assim a história vai se desenvolvendo. Mistérios são criados e várias perguntas ficaram para serem respondidas nos livros que o seguem.
Equinócio não é apenas um romance sobre o amor impossível. Conheceremos um pouco das histórias dos anjos e o cenário, a cidade do Rio de Janeiro, é usado com maestria. E um final para deixar qualquer um desejando por Polaris – o Norte.

Veja Também

8 comentários

  1. Hey
    Adorei a resenha, acho que é a primeira que leio depois que o livro foi publicado.

    Acho a história interessante e ainda mais com Rio sendo cenário de tudo, me deixa mais curiosa.. pra ler e imaginar *---*

    Dei uma bizoiada pela Bienal, não o vi por lá..
    Agora esperar uma oportunidade e comprá-lo online haha

    bjs
    e boa semana
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  2. Que bom que você gostou do livro! Eu não tive a mesma experiência com a leitura. Acho que não tem mesmo muito a ver com as coisas que eu gosto de ler.
    Mas sempre desejo sucesso aos escritores brasileiros.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Bia!

    Que resenha singela... tal como a história angelical de Equinócio. Que bom que você se deixou envolver por ela. <3

    Polaris, o segundo volume, já está sendo lançado! Estou muito feliz!

    Beijocas!

    Lu

    ResponderExcluir
  4. Oie, vim te visitar e seguindo =D
    Gostei da tua opinião, já li esse livro, achei lindo.
    E já tenho meu Polaris aqui /0/

    Beliscões carinhosos da Máh :)
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  5. Eu confesso que já tinha visto o livro em vários lugares, mas não tinha parado para descobrir sobre ele. Fiquei bem curiosa a partir da sua resenha. :D
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  6. Que resenha fofa.
    Eu nunca tinha lido nenhuma resenha do livro até agora.
    Espero poder ler o livro quando possível :)

    Beijos,
    Vitamina de Pimenta

    ResponderExcluir
  7. Quero MUITO ler Equinócio da Lu! Acompanhei também quando ela estava à procura de uma editora, fico muito feliz por ela :D

    Beijos
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá Bia. primeira vez aqui no blog, achei lindo!! Já estou seguindo
    Esse livro é muito especial para mim *_* primeiro porque é da minha gêmula linda, e segundo porque eu amo anjos.
    Nem sei como fazer a resenha dele, mas você descreveu perfeitamente. Parabéns pela resenha
    bjos
    www.mybooklit.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então comenta e segue o blog!
Em breve irei te responder!
Obrigada!

Visualizações