Resenha: O Casamento - Nicholas Sparks

segunda-feira, julho 29, 2013

O Casamento por Nicholas Sparks

ISBN: 9788580410563
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 224
Ano de Lançamento: 2012
Classificação: 
Onde ComprarSubmarino | Saraiva | Cultura

Após quase 30 anos de casamento, Wilson Lewis é obrigado a encarar uma dolorosa verdade: sua esposa, Jane, parece ter deixado de amá-lo, e ele é o único culpado disso. Viciado em trabalho, Wilson costumava passar mais tempo no escritório do que com a família. Além disso, nunca conseguiu ser romântico como o sogro era com a própria mulher. A história de amor dos pais de Jane, contada em Diário de uma paixão, sempre foi um exemplo para os filhos de como um casamento deveria ser. Diante da incapacidade do marido de expressar suas emoções, Jane começa a duvidar de que tenha feito a escolha certa ao se casar com ele. Wilson, porém, sente que seu amor pela esposa só cresceu ao longo dos anos. Agora que seu relacionamento está ameaçado, ele vai fazer o que for necessário para se tornar o homem que Jane sempre desejou que ele fosse. Em O Casamento, Nicholas Sparks faz os leitores relembrarem a alegria de se apaixonar e o desafio de se manterem apaixonados.

Wilson é um advogado muito atarefado, casado com Jane, com quem teve três filhos. Além de não ter muito tempo para a família por causa do trabalho, Wilson não é um cara muito romântico. Jane é filha de Allie e Noah - os protagonistas da linda história de Diário de uma Paixão - então cresceu com esse exemplo de amor.

Quando Wilson esquece o aniversário de 29 anos de casamento, ele se dá conta de que, talvez, sua mulher já não o ame mais e agora, fará de tudo para reconquistá-la e dá-la uma comemoração digna nos 30 anos de casamento. Para isso, Wilson recorrerá à ajuda do seu sogro e mudará, aos poucos, a sua personalidade, para reconquistar sua mulher.
Sim, eu sabia que tinha que cortejar Jane outra vez, mas percebi que não seria tão fácil quanto eu havia pensado. A estreita familiaridade entre nós, que eu inicialmente pensara que fosse simplificar as coisas, na verdade as tornava mais complicadas.” Pág 32
O livro não é exatamente uma continuação de Diário de uma Paixão, não é necessário lê-lo antes de ler O Casamento, mas algumas cenas de Allie e Noah são relembradas e o amor entre os dois ainda é representado. Assistir ao filme ajuda a ilustrar essas cenas.
Mas acabei entendendo que amar é mais do que resmungar três palavrinhas antes de dormir. O amor é sustentado por ações, pela constante dedicação às coisas que um faz pelo outro diariamente.” Pág. 58
Conhecemos o Nicholas Sparks pela sua famosa receita para escrever livros, quase uma receita de bolo. Mas o que eu gostei nesse livro foi a proximidade com a realidade. Nem todo o homem é um romântico incorrigível como Noah e nem todo casal consegue não deixar a rotina abalar a relação. Com isso, Nicholas dá uma reviravolta na vida dos personagens, mostrando que é possível sim um homem mudar para reconquistar o amor da sua vida.
 “Os eventos desse ano me ensinaram diversas coisas sobre mim mesmo, além de algumas verdades universais. Aprendi que, apesar de ser fácil magoar quem amamos, é bem difícil fechar essas feridas. Mas o processo de cura dessas mágoas me proporcionou a experiência mais rica que já tive na vida, levando-me a acreditar que, embora eu tenha estabelecido expectativas altas demais para ser alcançadas em um único dia, menosprezei o que seria capaz de fazer ao longo de um ano. Acima de tudo aprendi que é possível que duas pessoas se apaixonem outra vez, mesmo quando existe entre elas uma vida inteira de decepções.” Pág 223

Veja Também

8 comentários

  1. Ei Bianca!
    Mais uma receita de bolo do Nicholas Sparks! hahaha Adorei sua resenha, mas ainda não tenho "O casamento" aqui comigo. Porém, acho que vou pegar um dos livros dele que eu ainda não li...Vou me acabar no romance! kkkk

    Beijos
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. O Nicholas e sua conhecida receita hehe
    Mas eu continuo lendo e amando os livros dele, mesmo seguindo sempre o mesmo padrão.
    Esse eu ainda li, mas já tá na fila.
    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Tenho 6 livros do sparks aqui em casa...
    Que ainda nem li!
    Não sei porque mas eu realmente não to pra romance ultimamente, não sei o que está acontecendo comigo.
    Começo a ler e falo, ah não... outro pfvr!
    Ta dificil a situação haha
    Ótima Resenha :D
    Beijinhos, Paula
    http://psicosedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu me APAIXONEI por esse livro em todos os sentidos possíveis. É perfeito. <3

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  5. Ah, sou apaixonada pelo Sparks.
    Acho esse livro maravilhoso, o Wilson me fez sorrir, chorar... Adoro quando os livros despertam emoções distintas, e foi isso que me aconteceu lendo esse livro.
    Adorei sua resenha :)

    Beijocas,
    www.segredosentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  6. Desanimei um pouco com os livros do Nicholas Sparks por achar que é sempre mais do mesmo, então preciso deixar passar um bom tempo de um livro para o outro. Mas, depois deste tempo ele sempre volta a ser uma boa pedida.

    Estou seguindo seu blog para acompanhar as atualizações e sempre que puder fazer uma visita.
    Abraços

    http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Bianca!

    Eu na verdade tenho receio de ler alguns livros do Sparks, até hoje só li Um amor para recordar, A escolha e um homem de sorte e os que mais gostei foram os dois últimos. Mas a "tal receita de bolo" me incomoda um pouco...

    Ah linda, tem selo para você lá no blog tá?

    http://www.detudoumpouquinho.com/2013/08/selo-de-qualidade.html

    Bjus

    Lay
    De Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  8. Amei esse livro do Sparks, e achei bem diferente dos outros!
    Recebi os livros que ganhei na promoção, muuuito obrigada! Adorei!

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então comenta e segue o blog!
Em breve irei te responder!
Obrigada!

Visualizações