Resenha: Marcada - P.C. Cast e Kristin Cast

terça-feira, junho 21, 2011

Marcada (House of Night #1) de P.C. Cast e Kristin Cast


Editora: Novo Século
Número de páginas: 328
Classificação: 3/5
Onde Comprar: Submarino | Cultura | Saraiva

Em The House of Night você vai conhecer um mundo parecido com o nosso, exceto pelo fato de que nele os vampiros sempre existiram e convivem tranquilamente com as pessoas normais. No primeiro volume, Marcada, Zoey, uma garota de 16 anos, acaba de receber uma marca que vai transformar a sua vida por completo. Zoey terá que se afastar de seus amigos e de tudo aquilo que fazia parte da sua vida até então. A menina vai se transformar em vampira e usufruir de poderes que ela nem imaginava possuir. Mas para isso ela precisa suportar o difícil período de transformação, caso contrário morrerá. 





Primeira resenha do blog eu escolhi Marcada sem nenhum motivo aparente, fui de forma aleatória mesmo. Não é um dos meus livros favoritos, longe disso, mas enfim, é isso. Vamos à resenha!


Zoey Montgomery se achava normal, uma garota do colegial que tinha um “quase-namorado” e uma melhor amiga. Ela só queria se encaixar (pelo menos na escola), manter as notas altas para  ser aceita no curso de veterinária da Universidade de Oklahoma. Porém, todas essas esperanças vão por água abaixo quando ela é marcada.


Na série House of Night para se transformar em um vampiro é necessário ser marcado por um rastreador, que é um vampiro que marca as pessoas que vão se transformar.  Mas não é assim tão simples, se a transformação for rejeitada pelo seu corpo, você morre.

Os amigos de Zoey se afastam dela por causa disso, mesmo os vampiros sendo bem aceitos pela sociedade. Além da sua família, que não aceita nada bem isto. A única pessoa que lhe resta é sua avó, que a ajuda a enfrentar a nova vida e a leva para a Morada da Noite, um internato para onde vão os jovens marcados para lidarem com as transformações, mudanças físicas e é claro, a drástica mudança de vida.

A marca de Zoey é diferente das normais, o que era para ser uma meia lua, é uma lua cheia e todos acham que isso é um sinal de que a deus NYX tem uma missão especial para ela.

A narrativa é bem leve e rápida, mas não me cativou por completo, acho que porque a Zoey é meio irritante e os rituais... Não os curti, por causa das Filhas das Trevas que são as garotas que mandam na escola, como tem em qualquer uma dessas escolas de filmes americanos. Mas dei uma nova chance à série quando li Traída, irei falar sobre ele em breve.


Achei um booktrailer bem legal que resume direitinho a série. Parece ser de alguma editora de Portugal, mas enfim, gente é isso.


Veja Também

5 comentários

  1. Eu gosto muito dessa série. Não sei explicar o motivo, apenas gostei desde o primeiro livro, mas reconheço todas as falhas que neles existem.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Aii, esse livro eu comecei a ler e não gostei de primeira. Acho que não passei da página 20 de tão sem noção que toda a história me parecia :P
    Natália Maia - viciadasemlivros.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Essa série tá na minha lista (que já é gigante ), mas eu vou ler, um dia *-*

    Parabéns pelo blog e já tô seguindo aqui *-*

    Bjs!
    Pam Fardin
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Bianca :)
    Seja bem-vinda! Adorei o blog, já estou seguindo :)
    No início eu gostava mais dessa série, mas com o passar dos livros fui me desapegando! A Zoey me irrita um pouco, com todos seus dilemas com os garotos hehehehehe
    Mas vale a pena ler os outros livros, pois parar no meio é muito ruim :S

    ResponderExcluir
  5. Nunca li nada da série, e ela é tão grande q eu não irei ler, sauihuisahuai.

    E a mistura que a Alex fez foi ótima, quando ele se transformou em Besta ele começou a se interessar pela literatura e tal. E é meio impossível não se identificar, siuahuisa.

    Bruno Medeiros,
    Garoto dos Livros.

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então comenta e segue o blog!
Em breve irei te responder!
Obrigada!

Visualizações